quinta-feira, 21 de março de 2013

Você conhece o verdadeiro paradeiro dos personagens das séries “Chaves” e “Chapolin Colorado”?

Durante os anos 80 e 90, circulou pelo Brasil um boato de que os personagens dos seriados “Chaves” (produzido pela Televisa entre 1971 e 1992) e “Chapolin Colorado” (produzido pelo mesmo canal entre 1970 e 1979) teriam morrido em um acidente de avião. Com o tempo, o próprio SBT e os clubes de fãs desmistificaram a história mostrando como os atores estavam vivendo. No entanto, como eles estão atualmente? O que fizeram profissionalmente depois destes famosos seriados de comédia? É o que vamos descobrir no post de hoje e desmistificar alguns dos mitos criados.



Chaves: Roberto Gómez Bolaños
Nascido em 1929, é uma das maiores celebridades da América Latina. Atualmente é uma personalidade controversa no México: sofre graves problemas de saúde e alguns criticam sua atuação na política, principalmente ao defender candidatos conservadores, chegando a dizer que defenderia a proibição a manifestações populares. É muito rico e sua renda vem principalmente dos royalties dos personagens que criou e controla com mãos de ferro esses direitos, o que causou algumas inimizades. Trabalhou na Televisa até 1995, quando decidiu permanecer nos bastidores. É casado há 27 anos com Florinda Meza.


Chiquinha / Dona Neves: María Antonieta de las Nieves
Nascida em 1950, começou a carreira como cantora. Em 1995 estrelou uma série com a personagem Chiquinha, quando acabou processada por Roberto Bolaños, alegando que tinha o direito pela criação; entretanto ele perdeu a causa. Em 2002 sofreu um infarto e em 2003 abriu um circo. Atualmente é atriz e faz algumas participações em telenovelas.


Quico: Carlos Villagrán
Nasceu em 1944 e começou a vida como fotógrafo, quando foi convidado por Rubén Aguirre para fazer o teste para viver o Quico. Tentou fazer carreira com o personagem mais famoso, quando foi processado por Roberto Bolaños, indo para Venezuela tentar gravar a série. Chegou a fundar um circo, mas em 2010 se aposentou.


Bruxa do 71: Angelines Fernández
Espanhola, nasceu em 1922 e chegou ao México em 1946. Foi considerada uma das atrizes mais belas do cinema mexicano nos anos 50. Em 1990 descobriu um câncer de pulmão decorrente do cigarro, morrendo em 1994.


Dona Florinda / Pópis: Florinda Meza
Nasceu em 1948 e começou a arte cênica através do circo, quando conheceu Carlos Villagrán, com quem chegou a ser noiva. Com o fim das gravações dos programas de Bolaños, dedicou-se à produção e à assistência de direção, trabalhando em alguns filmes e telenovelas. Também chegou a atuar em algumas produções de teledramaturgia. Há alguns anos se dedica a cuidar da saúde do marido.


Godines: Horácio Gomez Bolaños
Nascido em 1930, irmão de Roberto Bolaños, sempre atuou com papéis secundários porque sua principal ocupação era assessorar o mercado de venda das séries pela América Latina. Nos anos 90 trabalhou como roteirista da Televisa e de uma produtora de cinema. Morreu em 1999, depois de um infarto fulminante.


Professor Girafales: Rubén Aguirre
Nascido em 1934, originalmente é formado em agronomia. Apesar da formação, sempre ganhou a vida como locutor de rádio e logo foi para a televisão. Com o final das gravações dos programas de Bolaños, chegou a ser produtor do programa de TV da Chiquinha, mas sempre manteve amizade com o criador do Chaves. Como os demais companheiros de televisão, também chegou a ter um circo e atuou em algumas telenovelas. Atualmente está aposentado.


Carteiro Jaiminho: Raúl Chato Padilla
Nascido em 1918, foi um dos maiores nomes do cinema clássico mexicano. Foi um dos maiores atores da Televisa, atuando também em novelas. Morreu em 1994, vítima de complicações do diabetes.


Seu Madruga: Ramón Valdéz
Nasceu em 1923 e no início dos anos 60 era um dos atores mais famosos do cinema mexicano. Também trabalhou como produtor de peças teatrais. Teve poucos trabalhos na TV além dos seriados “Chaves” e “Chapolin”. Por ter personalidade forte, chegou a passar anos brigado com Roberto Bolaños, mas depois fizeram as pazes. Em 1985 foi detectado um câncer de estômago, em 1987 um outro no pulmão (fumava muito). Morreu em 1988. Dizem que foi amante de Angelines Fernández, e que desde a sua morte ela nunca mais foi a mesma. É considerado até hoje como um dos maiores atores do México.



Nhonho / Seu Barriga: Edgar Vivar
Nasceu em 1948. Começou a vida artística como roteirista de programa de rádios, depois passando para teleteatros. Com o fim das gravações dos programas de Bolaños, dedicou-se a dois projetos: atuar em algumas telenovelas e fundação de um grupo teatral. Teve alguns problemas de saúde por causa do peso em excesso, e em 2003 passou por uma cirurgia de redução estomacal. Atualmente participa especialmente de algumas telenovelas na Argentina e no México.


Paty: Ana Lilian de la Macorra
Nascida em 1957, entrou para o elenco do “Chaves” enquanto trabalhava como assistente de produção. Paralelamente cursava a faculdade de psicologia. Deixou de lado a carreira de atriz e atualmente é professora universitária, psicóloga e autora de livros técnicos na área.


Glória: Regina Torné
Nascida em 1946, iniciou sua carreira de atriz nos anos 60. Fez pequenas participações em “Chaves”. Depois, dedicou-se novamente às telenovelas, sempre se destacando em papéis de vilã. Atualmente segue fazendo telenovelas.