sábado, 9 de março de 2013

Por que os avistamentos de Ovni’s estão cada vez mais comuns?

Nos últimos dez anos assistimos a uma verdadeira explosão de relatos referentes a discos voadores, estranhos objetos no céu, presença alien e abduções. Para muitos ufólogos mais experientes neste campo de pesquisas, há uma série de explicações que respondem a esta dúvida: por que tais avistamentos estão comuns?


Há algumas considerações que podemos fazer a fim de desmistificar uma série de ocorridos, e que podem servir ao caríssimo leitor para aumentar seu nível de criticidade quando observar algo que possa ser classificado como “estranho”.

1. De acordo com estudos da MUFON, mais de 90% dos avistamentos podem ser explicados como sendo fenômenos terrestres e humanos, tais como relâmpagos globulares, balões, aviões militares, sondas meteorológicas etc.

2. Nos últimos dez anos assistimos à popularização de um meio de comunicação revolucionário: a internet, e isso fez com que as pessoas pudessem trocar experiências em fóruns e comunidades virtuais, fazendo parecer que os casos simplesmente sofreram um boom. O grande exemplo é o You Tube, onde há uma coleção infindável de vídeos de supostos objetos voadores não-identificados;

3. No rastro da internet e do You Tube, produtoras de TV têm explorado incansavelmente este mecanismo, recolhendo tais vídeos e realizando programas no estilo documentário, que abordam “aparições”, “abduções”, “mistérios locais” etc. Isso aumenta sensivelmente o desejo de aparecer, fazendo com que pessoas manipulem fotografias e vídeos com a intenção de aparecerem;

4. Outro fator extremamente importante apontado pelos membros da MUFON é que os aparelhos celulares, atualmente, são muito mais do que telefones. Com câmeras embutidas, as pessoas estão permanentemente “equipadas” a qualquer momento do dia ou da noite. Grandes partes dos vídeos estudados foram feitos com essas câmeras, que ainda contam com baixa qualidade, o que ajuda a dificultar na identificação do objeto filmado;

5. Um fator preponderante: vivemos no que poderíamos chamar de “cultura alien”. Ou seja, a nossa cultura já está embebida de pressupostos alienígenas através de filmes, boatos, lendas locais, seriados etc. Isso faz com que o indivíduo já olhe para o céu com certa desconfiança e crie dentro da sua mente a história de que aquela luz no céu seja uma nave de visitantes espaciais.

Veja este vídeo abaixo produzido por um argentino. Trata-se se uma montagem bem feita fabricada no computador. O vídeo causou verdadeiro sensacionalismo na mídia daquele país e entre os ufólogos crédulos, que não estudam evidências contundentes.



De acordo com pesquisadores de diversas áreas, como sociologia, comunicação social e psicologia social, muitas vezes podemos identificar tais aparições como histeria coletiva – quando alguém filma algo em determinada cidade, e casos parecidos começam a ser supostamente relatados na região, motivo de erro de identificação –, ou então o puro desejo narcisista de aparecer na mídia mundial e ter seu vídeo popular no You Tube – um fenômeno recente, mas que já rende várias dissertações de mestrado e teses de doutoramento.

Um dos exemplos que podemos citar neste texto é o México, que vive uma súbita onda de avistamentos de Ovni’s. Tudo isso porque há um programa na televisão bastante popular que busca tais registros e entrevista as pessoas; com muito sensacionalismo, o show trata o assunto ufológico sem nenhuma seriedade. Especialistas da MUFON, analisando os vídeos mexicanos, comprovaram que os objetos não-identificados tratavam-se de balões e aviões militares.