terça-feira, 9 de outubro de 2012

Invasão alienígena: um assunto que o ser humano adora!

A invasão alienígena é um tema comum nos enredos de ficção científica; vários filmes e romances foram produzidos sobre essa temática ao longo dos últimos 200 anos, e a situação é sempre a mesma: uma sociedade superior tecnologicamente nos elimina com o intuito de fazer de nós seus escravos. O homem tem medo disso, mas ao mesmo tempo verdadeiro fascínio, pois são muitos filmes de sucesso. Parece ser uma relação sadomasoquista.



O clichê mais comum já foi dito: o medo de uma invasão surpresa com total destruição. Assim foi em 1938, quando Orson Welles transmitiu pelo rádio, nos Estados Unidos, o enredo de “A guerra dos mundos” como se fosse uma reportagem real; inúmeros foram os casos de histerias e suicídios. São retratados como seres demoníacos e apavorantes. Entre os adeptos da teoria dos deuses astronautas, os aliens já invadiram a Terra há milênios e ainda estão aqui na forma de seres humanos híbridos ou alienígenas disfarçados. Já entre os astrônomos, a invasão alienígena mais real que um dia possa ocorrer, pode vir na forma de micro-organismos – como vírus e bactérias.


Recentemente escrevi sobre o famoso livro de Däniken, "Eram os deuses astronautas". Para ler, clique aqui!

Recentemente escrevi sobre os supostos mistérios da Área 51. Clique aqui!

Recentemente postei um texto sobre a polêmica negação da existência dos marcianos. Para ler, clique aqui!

Recentemente publiquei um post falando sobre a sociedade que tem um gosto peculiar sobre contos e filmes fantasmagóricos e apocalípticos. Para conferir, clique aqui!

Recentemente escrevi sobre os supostos canais marcianos. Clique aqui!

Recentemente publiquei um texto sobre o Programa Voyager, que descobre as fronteiras do nosso Sistema Solar. Clique aqui!

Recentemente escrevi sobre a verdadeira batalha de Los Angeles, em 1942. Confira aqui...

Recentemente publiquei um post polêmico sobre a Operação Prato, realizada aqui no Brasil. Confira!

Recentemente falei sobre a formação humanoide dos ET's. Clique aqui!

Recentemente escrevi os passos sobre como se tornar um ufólogo. Para saber como, confira!

Recentemente contei a história do famoso caso de Roswell, que inaugura a ufologia contemporânea. Clique aqui para ler!

Recentemente esclareci o que é e como trabalha a Mufon. Para conferir, veja aqui...

Recentemente publiquei um texto que esclarece o que é e como trabalha a ufologia. Confira...

Recentemente escrevi um post esclarecendo como funciona a chamada astrobiologia. Leia aqui...

Recentemente abordei o assunto dos contatos imediatos. Confira...


Infiltração alienígena...
A temática de infiltração é atualmente propagada pelos adeptos das teorias dos deuses astronautas, que creem no hibridismo da raça humana. Um dos filmes mais conhecidos que tratam deste tema é “MIB: homens de preto”. Entretanto, essa paranoia tem origem política, quando havia pavor de infiltração de agentes soviéticos nos Estados Unidos durante a Guerra Fria. Desta maneira, nos anos 1960 e 1970, os aliens dos filmes que suscitavam suspeitas poderiam ser os comunistas da vida real; teóricos da comunicação percebem neste discurso o alerta à população: “fiquem de olho no vizinho estranho, ele pode ser um inimigo da pátria”.

Ocupação alienígena...
Neste caso, os alienígenas são os vencedores depois da grande batalha. Os enredos de cinema acabam sendo influenciados por casos reais, mas de batalhas de guerra, como o que houve na Segunda Guerra Mundial, quando os alemães promoveram a blitzkrieg. Os ufólogos acreditam que esse poderá ser o destino da humanidade num caso de invasão no estilo “Independence day”, uma vez que eles creem na superioridade alien com o mote: “se conseguiram cruzar galáxias, então para nos escravizar custa pouco”.

Incursões extraterrestres...
São invasões extraterrestres de curta duração. Os alienígenas são incapazes de suportar uma invasão em larga escala devido ao seu número reduzido e em vez disso, usam o choque de sua chegada para espalhar o terror. Outras histórias seguindo esta linha de raciocínio mostram os alienígenas conduzindo incursões de reconhecimento e sondagem da população da Terra e, especialmente, de suas forças militares. Também, os invasores tentam escolher pontos isolados, tais como desertos, fazendas em áreas rurais e florestas, como área de observação ou zona de pouso. Este tipo de “invasão” é a mais estudada pelos ufólogos e tomada por eles como mais possível e real.

Invasão benevolente...
Um tema pouco explorado pela indústria do cinema, mas bem comum entre os teóricos dos deuses astronautas. Aqui, os aliens observam o homem e ajudam com sua tecnologia o desenvolvimento planetário. É aí que esses teóricos colocam a questão: em pouco tempo, o ser humano saiu das cavernas e já estava construindo enormes pirâmides no Egito; sem ajuda externa, isso seria impossível. A invasão benevolente no futuro é mais um tema de pequenos grupos religiosos norte-americanos, que propagam a ideia de que seres superiores vão conscientizar-nos a uma nova era de harmonia.


Qualquer que seja a teoria de como seremos invadidos, o tema fascina o homem desde a era vitoriana, quando os contos de ficção futurística deram um enorme salto de qualidade e de popularidade. No geral, se tivermos que enumerar a possibilidade mais bem-sucedida no meio comum, as incursões ganham de lavada, haja vista a quantidade de relatos de avistamentos e contatos imediatos.

A ciência no modelo como conhecemos, cartesiana, aponta que a invasão mais plausível poderá ocorrer na forma microbiótica. Não poderemos ver os aliens, mas eles poderão nos afetar mortalmente com doenças estranhas. Mas para isso ocorrer, o vírus deverá ser muito forte, pois terá que passar a milhares de quilômetros por hora na nossa atmosfera enquanto seu “veículo” (uma rocha) é danificado com o atrito.

Seja como for, Hollywood vai continuar a render muitos milhões de dólares com novas versões de homens estranhos que tentam fazer da raça humana escravos espaciais.